© 2019 Apostoli Christ. 

O SITE QUE 
NÃO QUEREM
QUE VOCÊ VEJA

COM INFORMAÇÕES CRUCIAIS

SOBRE COMO SALVAR A SUA ALMA

CATÓLICO | TRADICIONAL | SEDEVACANTISTA

 

PRIMEIROS

DOZE DIAS

Examine sua consciência, reze, pratique a renúncia à sua própria vontade; mortificação e pureza de coração. Esta pureza é a condição indispensável para contemplar a Deus no Céu, vê-Lo na Terra e conhecê-Lo à luz da fé.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

A primeira parte da preparação deverá ser empregada em esvaziar-se do espírito do mundo, que é contrário ao Espírito de Jesus Cristo. O espírito do mundo consiste, em essência, na negação do domínio supremo de Deus, negação que se manifesta na prática do pecado e na desobediência; portanto, é totalmente oposto ao Espírito de Jesus Cristo, que é também o de Maria.

Isto se manifesta pela concupiscência da carne, pela concupiscência dos olhos e pelo orgulho como norma de vida, assim como pela desobediência às leis de Deus e o abuso das coisas criadas. Suas obras são o pecado em todas as suas formas

Orações Diárias

Para os 12 dias

Veni Creator & Ave Maris Stella

VENI CREATOR


Oh vinde, Espírito Criador,
as nossas almas visitai
e enchei os nossos corações
com Vossos dons celestiais.


Vós sois chamado o Intercessor,
do Deus excelso o dom sem par,
a fonte viva, o fogo, o amor,
a unção divina e salutar.


Sois doador dos sete dons,
e sois poder na mão do Pai,
por Ele prometido a nós,
por nós Seus feitos proclamais.


A nossa mente iluminai,
os corações enchei de amor,
nossa fraqueza encorajai,
qual força eterna e protetor.


Nosso inimigo repeli,
e concedei-nos Vossa paz;
se pela graça nos guiais,
o mal deixamos para trás.


Ao Pai e ao Filho Salvador
por Vós possamos conhecer. 
Que procedeis do Seu amor
fazei-nos sempre firmes crer.

Amém.

Enviai, Senhor, o Vosso Espírito, e tudo será criado,

E renovareis a face da Terra.


Oremos: Deus, que instruístes os corações dos Vossos fiéis com a luz do Espírito Santo, fazei que apreciemos retamente todas as coisas segundo o mesmo Espírito e gozemos sempre da Sua consolação. Por Cristo, nosso Senhor. Amém.

AVE, MARIS STELLA


Ave, do mar Estrela,
bendita Mãe de Deus,
fecunda e sempre Virgem,
portal feliz dos Céus.


Ouvindo aquele Ave
do Anjo Gabriel,
mudando de Eva o nome,
trazei-nos paz do Céu.


Ao cego iluminai,
ao réu livrai também;
de todo mal guardai-nos
e dai-nos todo o bem.


Mostrai ser nossa Mãe,
levando a nossa voz
a Quem, por nós nascido,
dignou-se vir de Vós.


Suave mais que todas,
ó Virgem sem igual,
fazei-nos mansos, puros,
guardai-nos contra o mal.

Oh! dai-nos vida pura,
guiai-nos para a luz,
e um dia, ao Vosso lado,
possamos ver Jesus.


Louvor a Deus, o Pai,
e ao Filho, Sumo Bem,
com Seu Divino Espírito
agora e sempre. Amém.

Meditações Diárias

Para os 12 dias

1º DIA 

(fazer primeiro as orações)

Dos escritos de São João Batista Maria Vianney 

“Meu filho, quão trágico é a vida daqueles que querem seguir os caminhos do mundo sem, no entanto deixarem de ser filhos de Deus! São João nos adverte em sua primeira epístola: "Não ameis o mundo nem as coisas do mundo. Se alguém ama o mundo não está nele o amor do Pai.”

Ah! Meus caros filhos, se nós tivéssemos a menor ideia do que é o mundo, passaríamos nossas vidas em dar-lhe adeus.

Se formos pensar bem, meus amigos, todos os dias estamos dando adeus a este mundo. Somos como viajantes que desfrutam da beleza da paisagem apenas enquanto estão viajando. Mais cedo do que esperamos, veremos o tempo que deixamos para trás. E é exatamente a mesma coisa com os prazeres e bens dos quais nos tornamos tão apegados. 

Chegará o dia em que a Eternidade jogará todas essas coisas num profundo abismo. E então, meus caros irmãos, o mundo desaparecerá para sempre dos nossos olhos e reconheceremos a nossa loucura em termos sido tão apegados a ele. 

E a respeito de tudo o que nos foi dito sobre o pecado? Só então veremos que era tudo verdade! Coitado daquele que tiver vivido somente para o mundo! Aquele que não buscou outra coisa senão o mundo em tudo aquilo que fez... De repente todos os prazeres e alegrias do mundo já não mais existem! Tudo estará escapulindo de suas mãos: o mundo, suas alegrias, todos os prazeres que ocupavam seu coração e o que é pior: também SUA ALMA!” 

2º DIA 

(fazer primeiro as orações)

Por Santo Afonso Maria de Ligório

Que é propriamente este mundo? Um campo cheio de espinhos, lágrimas e dores. O mundo promete grandes recompensas a seus sequazes: divertimentos, alegrias e paz; tudo, porém, se reduz a ilusão, amargura e vaidade. As riquezas honras e prazeres mundanos transformam-se finalmente em tormentos e aflições.

Os bens deste mundo não podem saciar o nosso coração. Os animais que foram criados para a Terra, contentam-se com o terrestre; mas o homem que foi criado para Deus, só em Deus pode achar sua satisfação. É o que nos ensina a experiência, pois se os bens terrenos tornassem felizes os homens, seriam certamente felizes os príncipes deste mundo, que possuem em abundância dinheiro, honras e alegrias. E o que vemos? Eles vivem mais descontentes e incomodados que os outros homens, pois onde há maior riqueza e dignidade, reina também maior temor, amargura e inquietação.

3º DIA 

(fazer primeiro as orações)

Por Santo Afonso Maria de Ligório

Todos os bens e alegrias do mundo, portanto, não podem tornar feliz o coração do homem. Quem, pois o poderá contentar? Deus! "Regozija-se no Senhor, e Ele te dará o que pede teu coração" (Sl 36,4). O coração do homem suspira continuamente por um bem que o satisfaça; ainda que nade em riquezas, honras e prazeres, não encontrará nestes bens finitos seu contentamento, já que foi criado para um bem infinito. Encontrando Deus e unindo-se a Ele, sentir-se-á então plenamente feliz e não desejará mais nada. "Coloca no Senhor teu prazer e Ele te dará o que deseja teu coração."

Enquanto S. Agostinho corria atrás dos prazeres dos sentidos, não achou a paz: tendo-se dado, porém, a Deus, encontrou o que procurava.

 Do livro Confissões, 1.6, c.16 

 "Inquieto, Senhor, está o nosso coração até que descanse em Vós".

 

"Ó meu Deus, agora reconheço que tudo é vaidade e aflição de espírito e que só Vós sois a verdadeira paz da alma; tudo acarreta tribulação, só Vós trazeis a paz" 

Man. c. 35

 

"Que procuras, ó homem, prendendo-te a tantos bens? Procura o único Bem que em Si encerra todos os outros bens." 

4º DIA 

(fazer primeiro as orações)

Por Santo Afonso Maria de Ligório

A maior preocupação, para não dizer única, dos santos foi: desejarem com todo o afeto sofrer por amor de Deus todo o trabalho, todo o desprezo e toda a dor a fim de tornarem-se desta sorte agradáveis ao Coração divino que tanto merece ser amado e tanto nos ama. — Com efeito, toda a perfeição e todo o amor de uma alma para com Deus consiste em sempre procurar o agrado de Deus e fazer o que mais Lhe agrada. Ó feliz de quem sempre pudesse dizer com Jesus Cristo: “Eu faço sempre o que Lhe agrada.” - Jo 8,29 

Que honra mais sublime, que consolação maior pode ter uma alma, do que fazer qualquer trabalho, ou aceitar alguma pena, alguma enfermidade, com o pensamento de dar assim gosto a Deus? Temos sobeja obrigação de dar gosto ao Deus que nos amou tanto, nos deu tudo o que possuímos, e, não satisfeito com dar-nos tantos bens, chegou a dar-se a si mesmo, primeiro sobre a cruz, na qual morreu por nosso amor, e depois no Santíssimo Sacramento do altar, no qual se nos dá todo inteiro pela santa comunhão, de sorte que não Lhe resta mais nada para dar.

Para se tornarem agradáveis a Deus, os santos desapossaram-se de seus bens, renunciaram às mais altas dignidades da terra e acolheram como tesouros as enfermidades, as perseguições, e despojamento de tudo, e a morte mais dolorosa e triste. E que fazemos nós para um fim tão sublime? Ó miséria! Recusamo-nos até a sofrer com paciência um leve incômodo, uma pequena contrariedade, um desprezo, uma palavra mordaz.

Se temos verdadeiro amor a Deus, devemos preferir a Sua satisfação à aquisição de todas as riquezas, das glórias mais altas e de todas as delícias da Terra

5º DIA 

(fazer primeiro as orações)

Pensamentos de São João Maria Vianney - O Cura d'Ars

Meus, filhos, nós temos medo da morte, bem o creio. É o pecado que nos faz ter medo da morte. É o pecado que torna a morte horrorosa, tremenda. É o pecado que apavora o mau na hora do terrível trânsito para a eternidade.

Ai, meu Deus, há realmente de que ficar apavorado: pensar que se é amaldiçoado! Amaldiçoado por Deus, isto faz tremer. Maldito de Deus! E por quê? Por que os homens expõem-se a ser amaldiçoados por Deus? Por uma blasfêmia, por um mau pensamento, por uma garrafa de vinho, por dois minutos de prazer perder a Deus, a própria alma, perder o céu para sempre.

Ver-se-á subir ao céu em corpo e alma, esse pai, essa mãe, essa irmã, esse vizinho, que estavam lá junto de nós, com quem havíamos vivido, mas a quem não imitamos, ao passo que nós desceremos em corpo e alma ao inferno par aí ardermos. Os demônios rolarão sobre nós. Todos aqueles cujos conselhos houvermos seguido virão atormentar-nos.

Meus filhos, se vísseis um homem erguer uma grande fogueira, amontoar gravetos uns sobre os outros e, perguntando-lhe o que faz ele, vos respondesse: “Estou preparando o fogo que me há de queimar” que pensaríeis? E se vísseis esse mesmo homem aproximar-se à chama da fogueira e, quando estivesse acessa, precipitar-se dentro, que diríeis? Cometendo o pecado, é assim que fazemos. Não é Deus que nos lança no inferno, somos nós que nos lançamos nele pelos nossos pecados. O condenado dirá; “Perdi Deus, minha alma e o céu. Foi por minha culpa, por minha culpa, por minha máxima culpa.”

Não, verdadeiramente, se os pecadores pensassem na eternidade, nesse terrível SEMPRE, converter-se-iam in continenti. Faz perto de seis mil anos que Caim está no inferno, e parece que acabou de entrar nele.

6º DIA 

(fazer primeiro as orações)

Por Santo Afonso Maria de Ligório

Meu Senhor e Deus de infinita majestade! Envergonho-me de aparecer ante Vossa presença. Quantas vezes injuriei Vossa honra, preferindo à Vossa graça um indigno prazer, um ímpeto de cólera, um pouco de barro, um capricho, um fumo leve! Adoro e beijo Vossas Santas Chagas, que Vos infligi com meus pecados. Pelas mesmas espero meu perdão e salvamento. Fazei-me conhecer, ó Jesus, a gravidade da ofensa que cometi, sendo como sois a fonte de todo o bem e eu Vos abandonei para saciar-me em águas corruptas e envenenadas. Que me resta de tantas ofensas, senão angústia, remorsos e méritos para o Inferno? “Meu pai, não sou digno de chamar-me Vosso filho” (Lc 15,21). Não me abandoneis, Pai.

Verdade é que não mereço a graça de chamar-me Vosso filho. Mas morrestes para salvar-me. Dissestes, Senhor: “Convertei-vos a Mim e Eu me voltarei para vós” (Zc 1,3). Renuncio, pois, a todas as minhas satisfações. Deixo no mundo quantos prazeres se me podem oferecer e me converto a Vós.

Perdoai-me, pelo Sangue que derramastes por mim. Senhor, arrependo-me e Vos amo sobre todas as coisas. Não sou digno de Vos amar, mas Vós, que mereceis tanto amor, não desprezeis o amor de um coração que em outro tempo Vos desprezava. A fim de que Vos amasse, não me deixastes morrer quando me achava em estado de pecado.

Quero amar-Vos na vida que me resta, e não amar a nada mais que a Vós. Assisti-me, meu Deus; dai-me o dom da perseverança e o Vosso santo amor.

 

Maria, meu refúgio, recomendai-me a Jesus Cristo.

7º DIA 

(fazer primeiro as orações)

Imitação de Cristo, Livro I, capítulo XIII,1-5 

A resistência às tentações.  

 

Enquanto vivemos no mundo, não podemos estar sem trabalhos e tentações. Por isso está escrito no livro de Jó: "A vida do homem sobre a terra é uma contínua tentação" (7,1).

 

Cada qual, pois, deve ser muito cuidadoso nas tentações, procurando, vigilante na oração, não dar lugar às ilusões do demônio, que nunca dorme, nem cessa de andar à roda das almas para as devorar (1Pd 5,8).

 

Ninguém há tão santo e tão perfeito, que não tenha algumas vezes tentações, e não podemos viver sem elas.

 

Se bem que inoportunas e penosas, as tentações são muitas vezes utilíssimas ao homem, porque através delas se humilha, se instrui e se purifica.

 

Todos os santos passaram por muitas tentações e trabalhos e foi assim que progrediram na santidade.

 

E os que não quiseram suportá-los, falharam e condenaram-se.

 

Não há ordem tão santa nem lugar tão retirado onde não haja tentações e adversidades. Nenhum homem está inteiramente livre de tentações enquanto vive; porque em nós mesmos está a causa donde elas vêm, pois nascemos com inclinação ao pecado.

 

Passada uma tentação ou tribulação, sobrevém outra, e sempre teremos que sofrer, porque se perdeu o bem de nossa primeira felicidade. Muitos querem fugir às tentações e caem nelas mais gravemente. Mas, não é fugindo que podemos vencê-las, porém é com paciência e verdadeira humildade que nos fazemos mais fortes que todos os nossos inimigos.

 

Quem somente evita as ocasiões exteriores e não arranca o mal pela raiz, pouco aproveitará; antes lhe tornarão mais depressa as tentações e se achará pior que dantes. Com a ajuda de Deus, mais facilmente vencerás, com paciência e perseverança, do que com teu próprio esforço e fadiga.

 

Toma muitas vezes conselho na tentação, e não sejas desabrido e áspero como que está tentado, antes procura consolá-lo como quiseras ser consolado. O princípio de toda a tentação é a inconstância de ânimo e a pouca confiança em Deus. Como um navio sem leme é levado pelas ondas em todas as direções, assim o homem negligente e inconstante em seus propósitos é tentado de todas as maneiras.

8º DIA 

(fazer primeiro as orações)

Imitação de Cristo, Livro I, capítulo XVIII,5-7

O fogo prova o ferro, e a tentação o justo. Muitas vezes não sabemos o que podemos; mas a tentação mostra-nos o que somos. Devemos, pois, vigiar principalmente no princípio da tentação, porque mais facilmente se vence  o inimigo quando não o deixamos passar da porta da alma, e lhe saímos ao encontro, logo que bate. Donde veio dizer um poeta:

Resiste no princípio,

Tarde chega o remédio

Se já, por largo tempo,

O mal lançou raízes. 

 
Porque, primeiramente, se oferece à alma um simples pensamento, podeis, a importuna imaginação, logo o prazer, o movimento desordenado e o consentimento da vontade.  E assim pouco a pouco entra o Inimigo e se apodera de tudo, porque se lhe não resistiu no princípio.

 

E quanto mais preguiçoso for o homem em resistir-lhe, tanto se fará cada dia mais fraco, e o inimigo contra ele mais poderoso. Alguns padecem graves tentações no princípio de sua conversão, outros, no fim, muitos por toda a vida.

 

Alguns são tentados brandamente, segundo a sabedoria e a eqüidade da Divina Providência, que pondera o estado e os méritos dos homens, e tudo ordena para a salvação de seus escolhidos. Por isso, não devemos desconfiar quando formos tentados; mas antes rogar a Deus com maior fervor para que se digne ajudar-nos em toda a atribuição; porque, segundo o dito de São Paulo, nos dará o auxílio junto com a tentação para que lhe possamos resistir (1Cor 10,13). Humilhemos, pois, nossas almas, debaixo da mão de Deus em toda tribulação e tentação, porque ele há de salvar e engrandecer os humildes de espírito (Sl 33,19). É nas tentações e nos reveses que o homem verifica quanto progrediu; por elas maior se torna o mérito, e melhor se revelam as virtudes.

9º DIA 

(fazer primeiro as orações)

Por São Francisco de Sales

 

“Se alguém quer vir atrás de mim, diz Nosso Senhor, tome a sua cruz e siga-Me.” Tomar a sua cruz significa receber e sofrer todas as nossas penas, contradições, aflições e mortificações, que nesta vida nos acontecem, sem exceção alguma, com uma inteira submissão e indiferença. Imolemos muitas vezes o nosso coração do nosso amor de Jesus Cristo sobre o próprio altar da cruz, onde Ele imolou o seu amor pelo nosso. A cruz, é a porta real para entrar no templo da santidade; aquele que a busca fora daí, não a encontra. As melhores cruzes são as mais pesadas e as mais pesadas são as que mais incomodam a parte inferior da alma.

As cruzes que encontramos pelas ruas são excelentes, e ainda mais as que encontramos em casa, e quanto mais importunas melhores; Humilhai-vos e recebei com alegria as que vos impuserem contra vossa vontade. O cumprimento da cruz aumenta muito o seu preço: sede fiéis até à morte e tereis a coroa da glória.

 

Recebamos com amor as cruzes que não escolhemos e que Deus nos deu; bendiga- mo-las, ame-mo-las, estão todas perfumadas com a excelência do lugar donde vêm. Onde houver menos escolha há mais agrado de Deus." 

10º DIA 

(fazer primeiro as orações)

 Mateus 5,1-19

 

"Vendo aquelas multidões, Jesus subiu à montanha. Sentou-Se e Seus discípulos aproximaram-se d'Ele. Então abriu a boca e lhes ensinava, dizendo:

Bem-aventurados os que têm um coração de pobre, porque deles é o Reino dos Céus!

Bem-aventurados os que choram, porque serão consolados!

Bem-aventurados os mansos, porque possuirão a Terra!

Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque serão saciados!

Bem-aventurados os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia!

Bem-aventurados os puros de coração, porque verão Deus!

Bem-aventurados os pacíficos, porque serão chamados filhos de Deus!

Bem-aventurados os que são perseguidos por causa da justiça, porque deles é o Reino dos Céus!

Bem-aventurados sereis quando vos caluniarem, quando vos perseguirem e disserem falsamente todo o mal contra vós por causa de Mim.

Alegrai-vos e exultai, porque será grande a vossa recompensa nos céus, pois assim perseguiram os profetas que vieram antes de vós.

Vós sois o sal da Terra. Se o sal perde o sabor, com que lhe será restituído o sabor? Para nada mais serve senão para ser lançado fora e calcado pelos homens.

Vós sois a luz do mundo. Não se pode esconder uma cidade situada sobre uma montanha nem se acende uma luz para colocá-la debaixo do alqueire, mas sim para colocá-la sobre o candeeiro, a fim de que brilhe a todos os que estão em casa. Assim, brilhe vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem vosso Pai que está nos Céus.

Não julgueis que vim abolir a lei ou os profetas. Não vim para os abolir, mas sim para levá-los à perfeição. Pois em verdade vos digo: passará o céu e a terra, antes que desapareça um jota, um traço da lei.

 

Aquele que violar um destes mandamentos, por menor que seja, e ensinar assim aos homens, será declarado o menor no Reino dos Céus. Mas aquele que os guardar e os ensinar será declarado grande no Reino dos Céus."

11º DIA 

(fazer primeiro as orações)

Tiago, 1,21-25

 

“Rejeitai, pois, toda impureza e todo vestígio de malícia e recebei com mansidão a palavra em vós semeada, que pode salvar as vossas almas. Sede cumpridores da palavra e não apenas ouvintes; isto equivaleria a vos enganardes a vós mesmos.

Aquele que escuta a palavra sem a realizar assemelha-se a alguém que contempla num espelho a fisionomia que a natureza lhe deu: contempla-se e, mal sai dali, esquece-se de como era.

Mas aquele que procura meditar com atenção a lei perfeita da liberdade e nela persevera - não como ouvinte que facilmente se esquece, mas como cumpridor fiel do preceito -, este será feliz no seu proceder."

12º DIA 

(fazer primeiro as orações)

Por Santo Afonso Maria de Ligório

Ó meu Senhor, como foi possível que eu, ingrato, em vez de Vos dar gosto, Vos tenha causado tantos desgostos? Mas o horror que me inspirais das ofensas que Vos fiz, me faz esperar que me queirais perdoar. Perdoai-me e não permitais que torne a ser ingrato para Convosco.

 

Ah, meu Jesus, oxalá nunca Vos tivesse ofendido! Se pudesse nascer outra vez, quisera amar-Vos sempre! Mas o que foi feito, já se não pode desfazer.

 

O que posso fazer é consagrar-Vos toda a vida que me resta. Eu Vô-la dou toda e me consagro todo a Vosso amor. Afetos terrestres, saí do meu coração, cedei o lugar a meu Deus, que o quer possuir todo. — Sim, possui-me todo, ó meu Redentor, meu amor, meu Deus. Daqui por diante não quero pensar senão em Vos agradar; ajudai-me com a Vossa graça; a minha esperança está em Vossos méritos. Aumentai em mim cada vez mais o Vosso amor e o desejo de Vos dar gosto. Fazei com que eu vença tudo para Vos agradar.  “Em Ti, Senhor, esperei, eternamente não serei confundido”. - (Salmos 30,1)

 

Ó Rainha do Céu e minha Mãe Maria, atraí-me todo para Jesus Cristo.