© 2019 Apostoli Christ. 

O SITE QUE 
NÃO QUEREM
QUE VOCÊ VEJA

COM INFORMAÇÕES CRUCIAIS

SOBRE COMO SALVAR A SUA ALMA

CATÓLICO | TRADICIONAL | SEDEVACANTISTA

 

 Maria é a mais perfeita e a mais santa das criaturas.

São Luís

SEGUNDA

SEMANA

Os atos de amor, os afetos piedosos à Santíssima Virgem, devem ser sempre acompanhados por um esforço, de nossa parte, em imitar suas virtudes... 
 
Especialmente sua humildade profunda, sue fé viva, sua obediência cega, sua contínua oração mental, sua mortificação em todas as coisas, sua caridade ardente, sua paciência heróica, sua pureza incomparável, sua doçura angelical e sua sabedoria divina; que, como disse São Luís Maria Grignion de Montfort, constituem “as dez virtudes principais da Santíssima Virgem”. 
 
Temos que nos unir a Jesus por Maria, esta é a característica de nossa devoção; portanto, São Luís Maria Grignion de Montfort nos pede que nos apliquemos a fundo para adquirir um conhecimento da Santíssima Virgem. 
 
Maria é nossa soberana e nossa medianeira, nossa Mãe e nossa Senhora. Esforcemo-nos, pois, em conhecer os efeitos desta Realeza, desta Mediação e desta Maternidade, assim como as grandezas e prerrogativas que são os fundamentos ou as consequências deles. 
 
Nossa Mãe Santíssima também é perfeita um molde no qual podemos ser moldados para poder fazer nossas suas intenções e disposições . Mas não conseguiremos isto sem estudar a vida interior de Maria, ou seja, suas virtudes, seus sentimentos, suas ações, sua participação nos mistérios de Jesus Cristo e sua união com Ele. 
 
 

"Na segunda semana aplicar-se-ão, em todas as orações e obras de cada dia, a conhecer a Santíssima Virgem.  Pedirão este conhecimento ao Espírito Santo, podendo ler  e meditar o que sobre isto dissemos. 
 
 Rezarão, como na primeira semana, a "
Ladainha do Espírito Santo" e o “Ave Maris Stella”  ajuntando um "Rosário" cada dia por esta intenção." 

- Tratado da Verdadeira Devoção - São Luís de Montfort -

É recomendado meditar esta oração composta por São Luís:

Oração à Maria

(de São Luís Montfort
 

Ave, Maria, Filha bem-amada do Pai eterno; ave, Maria, Mãe admirável do Filho; ave, Maria, Esposa fidelíssima do Espírito Santo; ave, Maria, minha querida Mãe, minha amável Senhora e poderosa soberana; ave, minha alegria, minha glória, meu coração e minha alma! Vós me pertenceis toda por misericórdia, e eu vos pertenço todo por justiça; mas não vos pertenço bastante ainda; de novo me dou a vós todo inteiro, na qualidade de escravo perpétuo, sem nada reservar para mim ou para outrem. 
 
Se vedes em mim qualquer coisa que não vos pertença, eu vos suplico de tirá-la agora, e de vos tornar Senhora absoluta de tudo o que possuo; de destruir e desarraigar e aniquilar tudo o que desagrada a Deus; e de plantar tudo e promover e operar tudo o que vos agradar. 
 
Que a luz de vossa fé dissipe as trevas de meu espírito; que vossa humildade profunda tome o lugar de meu orgulho; que vossa contemplação sublime suste as distrações de minha imaginação vagabunda; que a vossa vista contínua de Deus encha a minha memória de sua presença; que o incêndio de vosso coração dilate e abrase a tibieza e frieza do meu; que vossas virtudes substituam os meus pecados; que vossos méritos sejam o meu ornamento e suplemente perante Deus. 
 
Enfim, mui querida e bem-amada Mãe, fazei, se possível for, que não tenha outro espírito senão o vosso, para conhecer Jesus Cristo e suas divinas vontades; que não tenha outra alma senão a vossa, para louvar e glorificar o Senhor; que não tenha outro coração senão o vosso, para amar a Deus com um amor puro e ardente como vós. 
 
Não vos peço visões ou revelações ou gozos ou mesmo prazeres, nem mesmo espirituais. É privilégio vosso ver claramente, sem trevas; gozar plenamente, sem amargor; triunfar gloriosamente à direita de vosso Filho, no céu, sem humilhação alguma; dominar absolutamente sobre os anjos, os homens e os demônios, sem resistência, e, enfim, de dispor de todos os bens de Deus, sem restrição alguma. 
 
Eis, divina Maria, a ótima parte que o Senhor vos deu e que não vos será tirada; e isto me deleita sobremaneira. Por minha parte, não quero nesta terra senão o que vós tivestes, a saber: crer puramente, sem nada gozar ou ver; sofrer alegremente, sem consolação de criaturas; morrer continuamente a mim mesmo, sem relaxamento; e trabalhar resolutamente, até à morte, por vós, sem interesse algum, como o mais vil dos escravos. 
 
A única graça que vos peço, por pura misericórdia, é que, a todos os dias e momentos de minha vida, eu diga três vezes amém: Assim seja, a tudo que fizestes na terra, enquanto nela vivestes. Assim seja, a tudo que fazeis agora no céu. Assim seja, a tudo que operais em minha alma, a fim de que nela só vós estejais para glorificar plenamente a Jesus em mim, no tempo e na eternidade. Assim seja. 

Orações Diárias

Para Primeira Semana

Ave Maris Stella, Ladainha do Espírito Santo e o Santo Rosário

AVE, MARIS STELLA


Ave, do mar Estrela,
bendita Mãe de Deus,
fecunda e sempre Virgem,
portal feliz dos Céus.


Ouvindo aquele Ave
do Anjo Gabriel,
mudando de Eva o nome,
trazei-nos paz do Céu.


Ao cego iluminai,
ao réu livrai também;
de todo mal guardai-nos
e dai-nos todo o bem.


Mostrai ser nossa Mãe,
levando a nossa voz
a Quem, por nós nascido,
dignou-se vir de Vós.


Suave mais que todas,
ó Virgem sem igual,
fazei-nos mansos, puros,
guardai-nos contra o mal.

Oh! dai-nos vida pura,
guiai-nos para a luz,
e um dia, ao Vosso lado,
possamos ver Jesus.


Louvor a Deus, o Pai,
e ao Filho, Sumo Bem,
com Seu Divino Espírito
agora e sempre. Amém.

LADAINHA DO ESPÍRITO SANTO

Senhor, tende piedade de nós.

Jesus Cristo, tende piedade de nós.

Senhor, tende piedade de nós.

Divino Espírito Santo, ouvi-nos.

Espírito Paráclito, atendei-nos.

Deus Pai dos Céus, tende piedade de nós.

Deus Filho, Redentor do mundo, tende piedade de nós.

Deus Espírito Santo, tende piedade de nós.

Santíssima Trindade, que sois um só Deus, tende piedade de nós.

Espírito da Verdade, tende piedade de nós.

Espírito da Sabedoria, tende piedade de nós.

Espírito da inteligência, tende piedade de nós.

Espírito da fortaleza, tende piedade de nós.

Espírito da piedade, tende piedade de nós.

Espírito do bom conselho, tende piedade de nós.  

Espírito da ciência, tende piedade de nós.

Espírito do santo temor, tende piedade de nós.

Espírito da Caridade, tende piedade de nós.

Espírito da alegria, tende piedade de nós.

Espírito da paz, tende piedade de nós.

Espírito das virtudes, tende piedade de nós.

Espírito de toda a graça, tende piedade de nós.

Espírito da adoção dos filhos de Deus, tende piedade de nós.

Purificador das nossas almas, tende piedade de nós.

Santificador e guia da Igreja Católica, tende piedade de nós.

Distribuidor dos dons celestes, tende piedade de nós.

Conhecedor dos pensamentos e das intenções do coração, tende piedade de nós.

Doçura dos que começam a Vos servir, tende piedade de nós.

Coroa dos perfeitos, tende piedade de nós.

Alegria dos Anjos, tende piedade de nós.

Luz dos Patriarcas, tende piedade de nós.

Inspiração dos Profetas, tende piedade de nós.

Palavra e sabedoria dos Apóstolos, tende piedade de nós.

Vitória dos Mártires, tende piedade de nós.

Ciência dos Confessores, tende piedade de nós.

Pureza das Virgens, tende piedade de nós.

Unção de todos os Santos, tende piedade de nós.

 

Sede-nos propício, perdoai-nos Senhor.

Sede-nos propício, atendei-nos Senhor.

 

De todo o pecado, livrai-nos Senhor.

De todas as tentações e ciladas do demônio, livrai-nos Senhor.

De toda a presunção e desesperação, livrai-nos Senhor.

Do ataque à Verdade conhecida, livrai-nos Senhor.

Da inveja da graça fraterna, livrai-nos Senhor.

De toda a obstinação e impenitência, livrai-nos Senhor.

De toda a negligência e torpor do espírito, livrai-nos Senhor.

De toda a impureza da mente e do corpo, livrai-nos Senhor.

De todas as heresias e erros, livrai-nos Senhor.

De todo o mau espírito,  livrai-nos Senhor. 

Da morte má e eterna, livrai-nos Senhor.

Pela Vossa eterna procedência do Pai e do Filho, livrai-nos Senhor.

Pela milagrosa conceição do Filho de Deus, livrai-nos Senhor.

Pela Vossa descida sobre Jesus Cristo batizado, livrai-nos Senhor.

 Pela Vossa santa aparição na Transfiguração do Senhor, livrai-nos Senhor.

Pela Vossa vinda sobre os discípulos do Senhor, livrai-nos Senhor.

No Dia do Juízo, livrai-nos Senhor.

 

Ainda que pecadores, nós Vos rogamos, ouvi-nos.

Para que nos perdoeis, nós Vos rogamos, ouvi-nos.

Para que vos digneis vivificar e santificar todos os membros da Igreja,

nós Vos rogamos, ouvi-nos.

Para que Vos digneis conceder-nos o dom da verdadeira piedade, devoção e oração,

nós Vos rogamos, ouvi-nos.

Para que Vos digneis inspirar-nos sinceros afetos de misericórdia e de caridade,

nós Vos rogamos, ouvi-nos.

Para que Vos digneis criar em nós um espírito novo e um coração puro,

nós Vos rogamos, ouvi-nos.

Para que Vos digneis conceder-nos verdadeira paz e tranquilidade do coração,

nós Vos rogamos, ouvi-nos.

Para que Vos digneis fazer-nos dignos e fortes, para suportar as perseguições pela justiça,

nós Vos rogamos, ouvi-nos.

Para que Vos digneis confirmar-nos em Vossa graça,

nós Vos rogamos, ouvi-nos.

Para que Vos digneis receber-nos no número dos Vossos eleitos,

nós Vos rogamos, ouvi-nos.

Para que Vos digneis ouvir-nos, nós Vos rogamos, ouvi-nos.

Espírito de Deus, nós Vos rogamos, ouvi-nos.

 

Cordeiro de Deus que tirais o pecado do mundo, enviai-nos o Espírito Santo.

Cordeiro de Deus que tirais o pecado do mundo, mandai-nos o Espírito prometido do Pai.

Cordeiro de Deus que tirais o pecado do mundo, dai-nos o Espírito Bom.

 

Espírito Santo, ouvi-nos.

Espírito Consolador, atendei-nos.

V. Enviai o Vosso Espírito e tudo será criado.

R. E renovareis a face da Terra. 
 
Oremos: Ó Deus, que instruístes os corações dos Vossos fiéis com a luz do Espírito Santo, fazei que apreciemos retamente todas as coisas segundo o mesmo Espírito e gozemos sempre da Sua consolação. Por Cristo, Nosso Senhor. Amém. 

O Santo Rosário deve ser rezado pedindo a graça do conhecimento da Virgem Maria. O Rosário é composto por 150 Ave-Marias contemplando os Mistérios  Gozosos, Dolorosos e Gloriosos da Vida de Jesus. Se não sabe como rezar o Rosário clique aqui

Meditações Diárias

Para a Segunda Semana

19º DIA 

(fazer primeiro as orações)

Isaías 7-14

 

“Eis que a Virgem conceberá e dará à luz um Filho, e Ele será chamado de Emanuel”, que significa “Deus conosco”.

Lucas 1,26-33

 

"O Anjo Gabriel foi enviado por Deus a uma cidade da Galileia, chamada Nazaré, a uma Virgem desposada com um homem que se chamava José, da casa de Davi e o nome da Virgem era Maria.

 

Entrando, o Anjo disse-Lhe: “Ave, cheia de graça, o Senhor é Contigo”.

 

Perturbou-se Ela com essas palavras e pôs-se a pensar no que significaria semelhante saudação.

 

O Anjo disse-Lhe: “Não temas, Maria, pois encontraste graça diante de Deus. Eis que conceberás e darás à luz um Filho, e Lhe porás o nome de Jesus.

 

Ele será grande e será chamado Filho do Altíssimo, e o Senhor Deus Lhe dará o Trono de Seu pai Davi; e reinará eternamente na casa de Jacó, e o Seu Reino não terá fim”."

Santo Afonso Maria de Ligório

Em uma palavra, é tão grande a dignidade da Virgem, que, se bem que Deus só com a Sua sabedoria infinita a possa compreender, todavia, no dizer de São Boaventura, com toda a Sua onipotência não pode fazer outra maior. Quem considerar isto, deixará de estranhar porque os santos Evangelistas, que tão difusamente registram os louvores de um João Batista, de uma Madalena, tão escassos se mostram em descrever as grandezas de Maria. Tendo dito que desta exímia Virgem nasceu Jesus, não julgaram necessário acrescentar outra coisa; porque neste Seu maior privilégio se acham incluídos os demais. Qualquer titulo que se lhe dê, nunca chegará a honrá-la tanto quanto o de Mãe de Deus.

20º DIA 

(fazer primeiro as orações)

São Luís de Montfort - Tratado da Verdadeira Devoção

 

Como na geração natural e corporal há um pai e uma mãe, assim também na geração sobrenatural e espiritual há um Pai, que é Deus, e uma Mãe, que é Maria. Todos os verdadeiros filhos de Deus e predestinados têm a Deus por Pai e a Maria por Mãe; e quem a não tem por Mãe, não tem Deus por Pai. Eis porque os réprobos, como os heréticos, os cismáticos etc., que odeiam ou olham com desprezo ou com indiferença a Santíssima Virgem, não têm Deus por Pai, ainda que disto se gloriem, porque não têm Maria por Mãe. Pois se A tivessem por Mãe, honra-La-iam e ama-La-iam como um verdadeiro e bom filho ama e honra naturalmente sua Mãe, que lhe deu a Vida.

 

O sinal mais infalível e indubitável para distinguir um herético, um homem de má doutrina, um réprobo de um predestinado, é que o herético e o réprobo não têm senão desprezo ou indiferença pela Santíssima Virgem. Com suas palavras e exemplos, abertamente ou às ocultas, esforçam-se por lhe diminuir o culto e o amor, e isso por vezes sob belos pretextos. Ah! Deus Pai não disse a Maria para habitar com eles, porque são Esaús.

Deus Filho quer ser formado e, por assim dizer, encarnar todos os dias por intermédio de Sua muito amada Mãe, nos Seus membros, e diz-Lhe: “Recebe Israel por herança” (Eclo 24, 13). É como Se dissesse: Meu Pai deu-Me por herança todas as nações da Terra, todos os homens, bons e maus, predestinados e réprobos. Conduzirei uns com vara de ouro e outros com vara de ferro. Serei Pai e Advogado de uns, Justo Vingador de outros e Juiz de todos. Mas Vós, minha Mãe, não tereis por herança e posse senão os predestinados, de quem Israel é figura. Como sua boa Mãe os dareis à luz, os alimentareis e educareis; como sua Soberana os conduzireis, governareis e defendereis.

21º DIA 

(fazer primeiro as orações)

São Luís de Montfort - Tratado da Verdadeira Devoção

A verdadeira devoção à Santíssima Virgem é interior, isto é, parte do espírito e do coração. Vem da estima em que se tem a Santíssima Virgem, da alta ideia que se formou de Suas grandezas, e do amor que se Lhe consagra. 

 

A verdadeira devoção à Santíssima Virgem é terna, quer dizer cheia de confiança na Santíssima Virgem, da confiança de um filho em sua mãe. Impele uma alma a recorrer a Ela em todas as necessidades do corpo e do espírito, com extremos de simplicidade, de confiança e de ternura.

 

A verdadeira devoção à Santíssima Virgem é santa: leva uma alma a evitar o pecado e a imitar as virtudes da Santíssima Virgem, principalmente Sua humildade profunda, Sua contínua oração, Sua obediência cega, Sua fé viva, Sua mortificação universal, Sua pureza divina, Sua caridade ardente, Sua paciência heroica, Sua doçura angélica e Sua sabedoria divina. Aí estão as dez virtudes principais da Santíssima Virgem.

 

A verdadeira devoção à Santíssima Virgem é constante, firma uma alma no bem, e ajuda-a a perseverar em suas práticas de devoção. Torna-a corajosa para se opor ao mundo em suas modas e máximas, à carne, em seus aborrecimentos e paixões, e ao demônio, em suas tentações. Assim, uma pessoa verdadeiramente devota da Santíssima Virgem não é volúvel, nem se deixa dominar pela melancolia, pelos escrúpulos ou pelos receios.

 

A verdadeira devoção à Virgem Santíssima é desinteressada, leva a alma a buscar não a si mesma, mas somente a Deus em Sua Mãe Santíssima. O verdadeiro devoto de Maria não serve a esta augusta Rainha por espírito de lucro e de interesse, nem para seu bem temporal ou eterno, corporal ou espiritual, mas unicamente porque Ela merece ser servida, e Deus exclusivamente n'Ela. 

22º DIA 

(fazer primeiro as orações)

São Luís de Montfort - Tratado da Verdadeira Devoção

 

Esta devoção é um caminho fácil, curto, perfeito e seguro para chegar à união com Nosso Senhor,  e nisto consiste a perfeição do cristão.

 

É um caminho fácil; é um caminho que Jesus Cristo abriu quando veio a nós, e no qual não há obstáculo que nos impeça de chegar a Ele. 

 

Esta devoção à Santíssima Virgem é um caminho curto para encontrar Jesus Cristo, seja porque dele não nos extraviamos, seja porque, como acabo de dizer, nele marchamos com mais alegria e facilidade, e, consequentemente, com mais prontidão. Avançamos mais, em pouco tempo de submissão e dependência a Maria, do que em anos inteiros de vontade própria e contando apenas com o próprio esforço.

 

Esta prática de devoção à Santíssima Virgem é um caminho perfeito para ir e unir-se a Jesus Cristo, pois Maria é a mais perfeita e a mais santa das criaturas, e Jesus Cristo, que veio perfeitamente a nós, não tomou outro caminho em Sua grande e admirável viagem. O Altíssimo, o Incompreensível, o Inacessível, aquele que é, quis vir a nós, pequenos vermes da terra, que nada somos. Como se fez isto? O Altíssimo desceu perfeita e divinamente até nós por meio da humilde Maria, sem nada perder de Sua divindade e santidade; e por Maria que os pequeninos devem subir perfeita e divinamente ao Altíssimo sem recear coisa alguma.

 

Esta devoção à Santíssima Virgem é um caminho seguro para irmos a Jesus Cristo e adquirirmos a perfeição, unindo-nos a Ele: Porque esta prática, preconizada por mim, não é nova; é tão antiga, que não se pode (...) determinar-lhe com toda a precisão os começos. Nem seria possível condená-la sem derrubar os fundamentos do cristianismo. Fica, portanto, de pé que esta devoção não é nova, e que não é comum, por ser preciosa demais para ser apreciada e praticada por todo mundo. Esta devoção é um meio seguro para ir a Jesus Cristo, porque pertence à Santíssima Virgem e Lhe é próprio conduzir-nos a Jesus Cristo, como compete a Jesus Cristo conduzir-nos ao Pai celestial.

23º DIA 

(fazer primeiro as orações)

São Luís de Montfort - Tratado da Verdadeira Devoção

Convencei-vos de que, se vos tornardes fiel às práticas interiores e exteriores desta devoção, que vos indico em seguida:

 

Primeiro efeito: Pela luz que o Espírito Santo vos dará por intermédio de Maria, Sua querida Esposa, conhecereis vosso fundo mau, vossa corrupção e vossa incapacidade para todo bem, e, em consequência deste conhecimento, vos desprezareis, e será com horror que pensareis em vós mesmo. A humilde. Maria vos dará, enfim, parte de sua profunda humildade, com que vos desprezareis a vós mesmo, sem desprezar pessoa alguma, e gostareis até de ser desprezado.

 

Segundo efeito: A Santíssima Virgem vos dará uma parte de Sua fé, a maior que já houve na Terra, maior que a de todos os Patriarcas, Profetas, Apóstolos e todos os Santos.

 

Terceiro efeito: Esta Mãe do amor formoso (Ecl 24, 24) aliviará vosso coração de todo escrúpulo e de todo temor servil.

 

Quarto efeito: A Santíssima Virgem vos encherá de grande confiança em Deus e n'Ela, porque não vos aproximareis mais de Jesus Cristo por vós mesmo, mas sempre. por intermédio desta bondosa Mãe.

 

Quinto efeito: A alma da Santíssima Virgem se comunicará a vós para glorificar o Senhor; seu espírito tomará o lugar do Vosso para regozijar-se em Deus, contanto que pratiqueis fielmente esta devoção.

 

Sexto efeito: Se Maria, que é a árvore da vida, for bem cultivada em nossa alma pela fidelidade às práticas desta devoção, ela dará fruto em seu tempo; e seu fruto não é outro senão Jesus Cristo.

 

Sétimo efeito: Por esta prática, fielmente observada, dareis a Jesus Cristo mais glória em um mês, que por qualquer outra, embora mais difícil, em muitos anos. 

24º DIA 

(fazer primeiro as orações)

São Luís de Montfort - Tratado da Verdadeira Devoção

 

A mais perfeita devoção é aquela pela qual nos conformamos, unimos e consagramos mais perfeitamente a Jesus Cristo, pois toda a nossa perfeição consiste em sermos conformados, unidos e consagrados a Ele. Ora, pois que Maria é, de todas as criaturas, a mais conforme a Jesus Cristo, segue daí que, de todas as devoções, a que mais consagra e conforma uma alma a Nosso Senhor é a devoção à Santíssima Virgem, Sua santa Mãe, e que, quanto mais uma alma se consagrar a Maria, mais consagrada estará a Jesus Cristo. Eis por que a perfeita consagração a Jesus Cristo nada mais é que uma perfeita e inteira consagração à Santíssima Virgem, e nisto consiste a devoção que eu ensino; ou, por outra, uma perfeita renovação dos votos e promessas do santo batismo.

 

Esta devoção consiste, portanto, em entregar-se inteiramente à Santíssima Virgem, a fim de, por Ela, pertencer inteiramente a Jesus Cristo. É preciso dar-Lhe:

1°- nosso corpo com todos os seus membros e sentidos; 

2°- nossa alma com todas as suas potências; 

3°- nossos bens exteriores, que chamamos de fortuna, presentes e futuros; 

4°- nossos bens interiores e espirituais, que são nossos méritos, nossas virtudes e nossas boas obras passadas, presentes e futuras.

 

Numa palavra, tudo que temos na ordem da natureza e na ordem da graça, e tudo que, no porvir, poderemos ter na ordem da natureza, da graça e da glória, e isto sem nenhuma reserva, sem a reserva sequer de um real, de um cabelo, da menor boa ação, para toda a eternidade, sem pretender nem esperar a mínima recompensa de sua oferenda e de seu serviço, a não ser a honra de pertencer a Jesus Cristo por Ela e n'Ela, mesmo que esta amável Senhora não fosse, como é sempre, a mais liberal e reconhecida das criaturas.