© 2019 Apostoli Christ. 

O SITE QUE 
NÃO QUEREM
QUE VOCÊ VEJA

COM INFORMAÇÕES CRUCIAIS

SOBRE COMO SALVAR A SUA ALMA

CATÓLICO | TRADICIONAL | SEDEVACANTISTA

COMO SER MODESTA?

« Revesti-vos pois,

como eleitos

de Deus.»

Colossenses 3,12

COMO AS MULHERES QUE PERDERAM O SENSO DE MODÉSTIA DEVEM FAZER PARA JULGAR UM VESTIDO MODESTO DE UM IMODESTO?

 
Elas não o podem fazer sem ajuda. Elas criaram uma consciência errônea, ou uma consciência que é relaxada ou perplexa. O senso de modéstia era para elas o que um compasso é para um marinheiro nos mares. Tendo perdido este compasso dado por Deus, devem procurar outro para dirigirem sua direção e, tanto quanto possível, restaurar esta vergonha que nós chamamos senso de modéstia.
Elas devem seguir padrões definidos de vestidos modestos estabelecidos por uma autoridade competente

 


UM COMPASSO OU GUIA SEGURO NÃO É UMA QUESTÃO

DE COSTUME SEM PADRÕES RESTRITIVOS? 
 

Há lideres "católicos" que ensinam que “a modéstia no vestir é uma questão de costume e de convenção”. Tal ensinamento é falso, pois ignora a suprema autoridade da Igreja, investindo essa autoridade na sociedade humana falível. Isso leva a todo tipo de conclusões absurdas. 
 
Se o costume tornasse a nudez pública uma virtude, por que Deus achou necessário, no Paraíso, mudar os trajes de Adão e Eva por vestes feitas por Ele, a fim de cobrir a vergonha deles após a queda? O costume pode somente indicar logicamente que uma desonestidade pública virou hábito


A opinião que permite ao costume decidir a questão da moralidade é refutada por Pio XII em uma frase curta:

 

Há sempre uma norma absoluta a ser preservada na modéstia do vestir(8 de novembro de 1957).

 

O costume dá pouca atenção a normas absolutas, mas é fruto de outro falso princípio: “A maioria nunca pode estar errada”. Dizer que “a modéstia é uma questão de costumes” é tão falso quanto dizer que “a honestidade é uma questão de costumes”


O pecado é tão imundo e perigoso hoje quanto ele sempre foi. Não desculpa simplificações no vestir com a justificativa de que todo mundo o faz. O mal nunca deve ser feito, mesmo que todos o façam. Não se pode dizer que está tudo bem se vestir imodestamente só porque se vestir modestamente é fora de moda. É Deus, e não o povo, que declara o que é certo ou errado. Deus, a Igreja e Seus Vigários são retos, mesmo que todo o mundo afirme que estão errados! A miséria do mundo é devida a esta auto-suficiência que coloca nosso prazer, nosso orgulho e nossa conveniência à frente da Vontade de Deus. 

 


O QUE DIZER DAQUELES QUE AFIRMAM QUE

“O COSTUME NÃO NOS AFETA”? 
 

O Papa Pio XII, novamente, chama esta aplicação deste antigo princípio à modéstia de “o mais insidioso dos sofismas”. Ela chama a atenção para o fato de que alguns o usam “para rotular como antiquada a revolta das pessoas honestas contra modas que são muito atrevidas” (8 de novembro de 1957). 
 

Visões costumeiras podem nem sempre deixar marcas no conhecimento de alguém. Nove olhadas superficiais para uma mulher mal-vestida podem não terminar por despertar seriamente a concupiscência da carne, enquanto que a décima pode se revelar fatal para a alma. A concupiscência pode frequentemente permanecer dormente, mas não morre em um homem normal


Há outra consideração importante a fazer. Todo olhar consciente dispara uma imagem na imaginação. Esta figura, de uma mulher indecente, pode sair rapidamente da memória. Então, inesperadamente, talvez dez dias ou dez anos depois, ela emerge do fundo da mente e projeta a si mesma na consciência de sua vítima, para atormentá-la contra a pureza. 


Essas lições oportunas dos mestres espirituais são desconhecidas ou ignoradas pelos mundanos. De outro modo não teriam como usar desculpas do tipo: “O que é costumeiro não nos afeta”. 

 


AS MULHERES PODEM SEGUIR COM SEGURANÇA O SLOGAN: “PODE-SE SEGUIR AS MODAS EXISTENTES SE OS EXTREMOS SÃO EVITADOS”? 
 

Este é outro sofisma, que não possui fundamento sólido em Teologia. Ela representa um compromisso açucarado. Sendo um termo relativo, “extremopode ser moldado para significar quase qualquer coisa que alguém queira, segundo sua conveniência. Alguém poderia sustentar muito bem este erro: “Pecado não é pecado até que vá para os extremos”. 

 


PORVENTURA SERIA TÃO RUIM USAR ESSE TIPO DE VESTUÁRIO,

TAIS COMO SHORTS OU VESTIDOS SEM ALÇAS,

QUANDO “TODOS FAZEM ISTO”? 

Primeiramente, não é verdade dizer que “Todo mundo o faz”. É uma grande exageração. Muitas mulheres modestas ainda “ousam ser diferentes” da “multidão”


Agora, ainda que isso fosse verdade, é baseado em outro sofisma. O pecado permanece pecado ainda que uma só pessoa dentre milhões evite o mal. Os números não nos dão à salvação. A única coisa que conta é como Deus julga a modéstia ou imodéstia do vestuário de alguém

 


NÃO HÁ MUITAS PESSOAS QUE CONDENAM UM

PADRÃO DEFINIDO DE MODÉSTIA NO VESTIR? 


Naturalmente, assim como um homem de negócios desleal condena uma lei honesta. Uma sociedade que destruiu os padrões tradicionais de modéstia no vestir com dificuldade tomaria esforços para reimplantá-los. Mesmo "católicos" liberais se opõem a padrões específicos de modéstia no vestir. Isto em consequência de que o Liberalismo procura uma falsa liberdade em relação às leis, às regras, às regulamentações e a todo tipo de restrições


No entanto, queiram as pessoas admitir ou não, todas as suas vidas são reguladas por padrões de uma forma ou outra. Há padrões para sapatos, padrões para pesos. Temos cores padronizadas e tamanhos, padrões de qualidade e mesmo padrões de tempo que nos são impostos pelo sol. Temos padrões de maneiras e de modos de agir que nos influenciam até mesmo nos mínimos detalhes. 


A cada passo somos confrontados com padrões. As pessoas aceitam isso sem questionarem, até o ponto, por vezes, de chegarem à escravidão e ao absurdo. Porventura somente a virtude da modéstia deveria ser privada de ser regulada e protegida por padrões? Se estamos prontos para aceitar o que quer que as autoridades seculares nos imponham, muito mais devemos nós, católicos, estar prontos para aceitar o que quer que Maria Imaculada aprove. 

 


COMO PODEMOS SABER O QUE MARIA APROVA? 


Esta é uma questão muito importante. Muitas mulheres, ou grupos, tentam reduzir a avaliação de modéstia de Maria abaixo do próprio nível de pensamento deles. Eles, sacrilegamente, creem que a Virgem Maria estaria disposta a cortar fora suas mangas, abaixar o corte do colo e comprometer Sua sublime modéstia em favor das modas pagãs ditadas com suas correntes favoráveis ao nudismo. Não! Maria aprova somente o que a Igreja aprova.
 

Referências:

  • Extraído do livro "Marylike Modesty Handbook of the Purity Crusade of Mary Immaculate" 

ARTIGOS IMPORTANTES:

MODÉSTIA_CORRIGIDA.png