© 2019 Apostoli Christ. 

O SITE QUE 
NÃO QUEREM
QUE VOCÊ VEJA

COM INFORMAÇÕES CRUCIAIS

SOBRE COMO SALVAR A SUA ALMA

CATÓLICO | TRADICIONAL | SEDEVACANTISTA

Comunhão Espiritual
"A comunhão espiritual consiste no desejo de receber a Jesus Sacramentado e em dar-Lhe um amoroso abraço, como se já O tivéssemos recebido."
Santo Afonso Maria de Ligório

O santo Concílio de Trento louva muito a comunhão espiritual e convida todos os fiéis a que a ponham em prática. 

São Leonardo de Porto Maurício diz o seguinte, a respeito da Comunhão Espiritual:

Tomando as palavras do santo Concílio, impossibilitados de receber sacramentalmente o Corpo de Nosso Senhor, “o recebem em espírito, fazendo atos de fé viva e ardente caridade, e com um grande desejo de se unirem ao soberano Bem, e, por meio disto, se põem em estado de obter os frutos do Divino Sacramento” 

Para facilitar-vos tão excelente prática, pesai bem o que vou dizer-vos. No momento em que o sacerdote se dispõe a comungar, na Santa Missa, recolhei-vos no vosso íntimo, tomando a mais modesta posição; formulai em seguida, em vosso coração, um ato de sincera contrição e, batendo humildemente no peito, em sinal de que vos reconheceis indignos de tão grande graça, fazei todos os atos de amor, oferecimento, humildade e os demais que costumais fazer quando comungais sacramentalmente: desejai, então, vivamente receber o adorável Jesus, oculto por vosso amor, no Santíssimo Sacramento.

São Leonardo nos dá dicas de como receber Jesus espiritualmente de forma mais frutuosa:

Os santos comungavam espiritualmente muitas vezes durante o dia. Para isso basta parar um instante, e desejar profundamente receber Jesus em sua alma

MODO DE PRATICAR A DEVOÇÃO A MARIA NA COMUNHÃO

por São Luís de Montfort

1º. Humilhar-te-ás profundamente diante de Deus;

2º. Renunciarás ao teu fundo todo corrompido e às tuas disposições, embora o teu amor próprio as faça parecer boas;

3º. Renovarás a tua consagração dizendo: “Todo Vosso sou, ó querida Mãe, e tudo o que tenho é Vosso!;

4º. Suplicarás a esta boa Mãe que te empreste o Seu Coração, para nele receberes Seu Filho com as disposições d'Ela. Dir-Lhe-ás que a glória de Seu Filho exige que não seja recebido num coração tão manchado como o teu e tão inconstante, que não tardará a privá-lo da Sua glória ou a perdê-Lo. Mas, se Ela quiser vir habitar no teu coração para receber Seu Filho, poderá fazê-lo pelo domínio que tem sobre os corações. E Seu Filho será assim bem recebido, sem mancha nem perigo de ser ultrajado ou perdido. “Deus não sofrerá nada dentro d'Ela” (Sl 45, 6). Dir-Lhe-ás confiadamente que tudo o que Lhe ofereceste dos teus bens é bem pouca coisa para honrá-La, mas que desejas dar-Lhe, pela Santa Comunhão, o mesmo presente que o Pai Eterno Lhe deu, e que, deste modo, Ela será mais honrada do que se Lhe oferecesses todos os bens do mundo. Finalmente podes dizer-Lhe que Jesus a ama muito particularmente, e que ainda quer ter n'Ela as Suas complacências e o Seu repouso, mesmo que agora seja na tua alma, mais suja e pobre que o estábulo, onde Jesus não pôs dificuldades em vir, porque Ela lá se encontrava. Pedir-Lhe-ás o Seu Coração com estas ternas palavras: Tomo-Vos como toda a minha riqueza. Dai-me o Vosso Coração, ó Maria!

Professe sua fé na presença real de Jesus na Eucaristia, podendo fazer a oração abaixo, e em seguida imagine que seu Anjo da Guarda vos dá a santa comunhão: 

“Tomai e bebei o Corpo e o Sangue de Jesus Cristo, horrivelmente ultrajado pelos homens ingratos. Reparai os seus crimes e consolai o vosso Deus.”

Meu Deus creio firmemente em Vossa presença na Eucaristia. Gostaria de receber-Vos agora realmente, mas como não posso, vinde, ao menos espiritualmente ao meu coração. Inflamai-me de Vosso ardor e fazei com que eu lute seriamente pela expansão de Vosso Reino. Amém.

Representação do Anjo da Paz dando a Sagrada Comunhão aos três pastorinhos videntes das aparições de Nossa Senhora em Fátima -Portugal.

Após a Comunhão, São Luís recomenda:

Depois da Santa Comunhão, estando interiormente recolhido, com os olhos fechados, introduzirás Jesus Cristo no Coração de Maria.  Tu O darás à Sua Mãe, que O receberás amorosamente, O instalará honorificamente, O adorará profundamente, O amará perfeitamente, O abraçará com amor e Lhe tributará, em espírito e verdade, várias homenagens que nos são desconhecidas, a nós, envoltos nessas densas trevas. Ou então, conservar-te-ás profundamente humilhado no teu coração, na presença de Jesus residindo em Maria. Ou conservar-te-ás como um escravo à porta do palácio do Rei, onde Ele está a falar com a Rainha. E, enquanto Eles falam, sem precisar de ti, irás em espírito ao Céu e pela Terra inteira pedir a todas as criaturas que agradeçam, adorem e amem Jesus em Maria, por ti. “Vinde, adoremos, vinde!” (Sl 94, 6).

Há uma infinidade de pensamentos que o Espírito Santo fornece; e te fornecerá, se fores interior, mortificado e fiel a esta grande e sublime devoção que acabo de te ensinar. Mas recorda-te de que quanto mais deixares agir Maria na tua Comunhão, mais Jesus será glorificado. E deixarás agir tanto mais Maria por Jesus e Jesus em Maria, quanto mais profundamente te humilhares e os escutares em paz e silêncio, sem procurar ver, gostar ou sentir. Pois o justo vive, em tudo, da Fé, e particularmente na Sagrada Comunhão, que é um ato de fé: “O meu justo viverá da Fé!” (Hb 10, 38).