© 2019 Apostoli Christ. 

O SITE QUE 
NÃO QUEREM
QUE VOCÊ VEJA

COM INFORMAÇÕES CRUCIAIS

SOBRE COMO SALVAR A SUA ALMA

CATÓLICO | TRADICIONAL | SEDEVACANTISTA

 «Jesus veio primeiro sob a forma de uma Criança pobre e reclinada sobre a palha. No último dia, porém, aparecerá como Juiz sobre um Trono Glorioso.»

Novena de Natal
Meditação do 8º Dia

Meditação para o 8.º dia da Novena de Natal

A graça de Deus, nosso Salvador, apareceu a todos os homens e nos ensinou a viver no século presente com piedade, aguardando a beatitude que esperamos, e o futuro glorioso de nosso grande Deus e Salvador Jesus Cristo.- Tt 2, 11

Considera que, por essa graça de que aqui fala o Apóstolo, entende-se o ardente amor de Jesus Cristo aos homens, amor que não merecemos e que por essa razão é chamada graça. Esse amor em Deus foi sempre o mesmo, mas não apareceu sempre.

Foi primeiro prometido por um grande número de profecias e anunciado por muitas figuras; mas apareceu manifestamente quando o Redentor nasceu, quando o Verbo eterno Se mostrou aos homens sob a forma duma Criancinha, reclinada sobre palha, chorando e tremendo de frio, começando assim a satisfazer pelas penas por nós merecidas, e fazendo-nos conhecer o afeto que nos tinha pelo sacrifício que fez de Sua vida por nós.

Nisto conhecemos o Amor de Deus”, diz S. João, “em ter Ele dado a Sua Vida por nós” (1Jo 3, 16). Apareceu pois o Amor do nosso Deus e apareceu a todos os homens. Mas por que não O conheceram todos, e ainda hoje nem todos o conhecem? Eis como Jesus mesmo responde, a essa pergunta: “A Luz veio ao mundo, e os homens preferiram as trevas à Luz” (Jo 3, 19). Não O conheceram e não O conhecem, porque não querem conhecê-Lo, amando mais as trevas do pecado do que a Luz da Graça.

Procuremos não ser do número desses infelizes. Se no passado fechamos os olhos à Luz pensando pouco no Amor de Jesus Cristo, procuremos no resto da nossa vida não perder jamais de vista as Dores e a Morte de nosso Salvador, a fim de amarmos, como devemos, Aquele que tanto nos amou. Assim teremos direito de esperar, segundo as divinas promessas, o belo paraíso que Jesus Cristo nos adquiriu com Seu Sangue, esperando a Beatitude e o Glorioso Advento de nosso grande Deus e Salvador Jesus Cristo: “Vivendo a esperança, aguardamos a vinda de Cristo Salvador”.

No Seu primeiro Advento, Jesus veio sob a forma duma Criança pobre e desprezada, nascida num estábulo, coberta de míseros paninhos e reclinada sobre palha; no segundo aparecerá como Juiz sobre um trono glorioso. “Eles verão o Filho do homem vir sobre as nuvens do Céu, com grande poder e majestade” (Mt 24, 30). Feliz de quem O tiver amado! Mas ai de quem não O tiver amado!

Afetos e Súplicas

Ó santo Menino, vejo-Vos hoje sobre a palha, pobre, aflito e abandonado; mas sei que um dia vireis, para julgar-me, num Trono resplendente e cercado de Anjos. Ah! perdoai-me antes desse dia terrível. Então devereis agir como Juiz rigoroso; mas hoje sois Redentor e Pai de misericórdia. Eu, ingrato, fui um dos que não Vos conheceram, porque não quis conhecer-Vos; eis por que, em vez de pensar em amar-Vos considerando o amor que me testemunhastes, só pensei em satisfazer-me desprezando Vossa graça e Vosso amor.

Entrego agora nas Vossas mãos a alma que perdi; salvai-a. “Em Tuas mãos, Senhor, entrego o meu espírito, porque Vós me salvareis, ó Deus fiel” (Sl 30, 6). Ponho em Vós todas as minhas esperanças, sabendo que, para resgatar-me do Inferno, destes o Vosso Sangue e a Vossa vida. Não me fizestes morrer quando estava em pecado, e esperastes-me com tanta paciência, a fim de que, caindo em mim e arrependido de Vos haver ofendido, comece a amar-Vos, e Vós possais depois perdoar-me e salvar-me.

 

Ó meu Jesus, quero corresponder a tanta bondade: arrependo-me sobre todas as coisas dos desgostos que Vos dei; arrependo-me e amo-Vos sobre todas as coisas.

Salvai-me por Vossa misericórdia, e a minha salvação consista em amar-Vos sempre nesta vida e na eternidade.† Maria, minha querida Mãe, recomendai-me a Vosso Divino Filho. Dizei-Lhe que sou Vosso servo e que pus em Vós a minha esperança; Ele Vos ouve e nada Vos recusa.

"Antífonas do Ó"

Dia 23

Ó Emanuel: Deus conosco, nosso Rei Legislador, / Esperança das nações e dos povos Salvador; / Vinde, enfim, para salvar-nos, ó Senhor e nosso Deus!” 

“Tudo isso aconteceu para que se cumprisse o que o Senhor havia dito pelo profeta: Eis que a Virgem conceberá e dará à luz um Filho e O chamarão com o nome de Emanuel, o que traduzido significa: “Deus está conosco” (Mt 1,22-23; Is 7,14). O Menino, o Jesus de Nazaré, é a definitiva presença de Deus, que responde realmente ao nome de Deus-conosco. Ele é nossa Esperança e nossa Salvação!

Artigos Recomendados: